Blog Eliane

casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-15 arq
26.08.2019

Casa Brasil Eliane encerra participação no Dw!2019

Uma semana de exposição inédita com 32 cadeiras icônicas. Dez talks, incontáveis possibilidades de conteúdo, centenas de visitantes, a Casa Brasil Eliane encerra participação no Dw!2019. O propósito de promover conhecimento e compartilhamento de ideias foi alcançado. “Durante uma semana inteira nós promovemos cultura. Foi uma enorme satisfação abrir a Casa para oferecer um conteúdo de tamanha qualidade. Tivemos o privilégio de conhecer e divulgar o trabalho e o talento de muitos profissionais, em especial, dos artistas do Museu das Cadeiras Brasileiras”, comentou o diretor comercial da Eliane, Rogério Longoni.
ei

Depois de três dias de talks, a programação foi encerrada na sexta feira (23), com a participação da artista Calu Fontes, da produtora de conteúdo Nathália Candelária e da designer de produto Sílvia Grilli. Dos cadernos de escola e uma caneta nanquim para a pintura em cerâmica, Calu abriu o último dia de talks conduzindo o público em seu próprio percurso de criação. Arquiteta por formação, ela se encontrou na técnica muito rápido. Inspirada por música, elementos marinhos, espiritualidade e natureza, ela põe a mão na massa, sente cada peça individualmente e vai criando desenhos exclusivos.

ei (1)

“Para onde eu vou? A dúvida no início do projeto, na peça em branco, é rica para encontrar novos caminhos. Escolher o trajeto mais difícil acaba sendo escolher o trajeto mais rico. O segredo é perder tempo com o que se gosta e nunca parar de experimentar”, aconselhou Calu.

ei (2)

Desacelerar para encontrar um sentido é também um dos objetivos de Nathália Candelária. Formada em Economia, ela deu uma guinada na carreira há poucos anos quando quis registar as obras no próprio apartamento. Como tornar o espaço um lar? Foi a partir dessa dúvida que surgiu o perfil Apartamento_203, no Instagram. Em dois anos, o @ virou negócio e hoje já atende 20 clientes. “Personificar é ter um pouco da memória espalhada pela casa. É passar emoção e não decoração, e os objetos nos ajudam nessa tarefa. A casa precisa contar a nossa história. É por isso que procuramos conhecer bem as pessoas que atendemos, manter a essência dos moradores em cada projeto”, explicou Nathália.

 ei (3)

Sílvia Grilli fechou o dia reforçou a importância de se manter a essência, desta vez, na criação. Como inserir elementos brasileiros no design sem cair no exagero? Essa preocupação ela carrega ao longo dos 30 anos em que trabalha desenhando móveis. “É preciso ter critérios para colocar os signos na criação, senão, a gente faz uma salada. O índio é Brasil, a Bahia é Brasil. Como explicar o que é brasilidade? Tudo é Brasil! Colocar isso num projeto com comportamento leve e descontraído é um desafio, porque se formos buscar a brasilidade, a gente tem conteúdo que nunca se esgota”, concluiu Sílvia.

 

  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-01
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-02
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-03
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-04
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-06
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-07
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-08
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-09
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-10
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-11
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-12
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-13
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-14
  • casa-brasil-eliane-encerra-participacao-no-dw2019_20190826105645-15

*Fotos César Cinato

 

WhatsApp Image 2019-08-23 at 00.36.32 arq
23.08.2019

Talks da Casa Brasil Eliane: da formação do solo ao reencontro com a natureza e o despertar para as redes sociais como aliado do sucesso

A matemática, o lápis de cor e as canetinhas da época da infância formaram o arquiteto que Daniel Kroth é hoje. Os gostos de criança ajudaram a moldar o profissional que se tornou, capaz de transitar por várias ramificações da profissão. “Eu sou curioso, gosto de muita coisa, sempre abracei tudo e gosto de desafios”, justifica.

Arquiteto e urbanista, especializado em Engenharia Ambiental e Engenharia de Materiais, recentemente partiu também para o paisagismo. Sobre tudo isso e muito mais, ele compartilhou com convidados especiais na Casa Brasil Eliane nessa quinta-feira (22). Daniel foi o primeiro “talker” do dia, reforçando a programação do showroom na participação do DW!2019.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 00.36.34 (1)

Além de experiências, o arquiteto também abordou a necessidade de um despertamento para a força das redes sociais para um profissional. “O Instagram proporcionou que o trabalho se expandisse para outras cinco regiões do Brasil, já realizamos cinco projetos fora do país e, através da plataforma, enviamos, em média, cinco orçamentos por dia”, exemplifica.

A consolidação da carreira como um dos arquitetos mais influentes do Rio Grande do Sul, entretanto, se deu por meio de vivências que ele compartilhou com os participantes: esforço, captação e bom relacionamento com os clientes e coragem para enfrentar os desafios.

No segundo talk, Gabriela Nora também provocou o público para um despertar, dessa vez, para uma reconexão com a natureza. Bailarina por formação, ela se reencontrou há pouco tempo na cenografia botânica de ambientes e floral designer. A conversa, no entanto, girou em torno de que o conhecimento não pode ser zerado, mas todas as experiências passadas trazem um novo olhar para o que se deseja fazer.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 00.36.34

“Quem cria, cria sempre. Não adianta! Cria na dança, cria no teatro, é uma premissa de quem tem essa característica. E eu senti necessidade de ter a flor. Fui atrás de formação e eu entendi onde eu queria chegar. Foi uma chave que virou e eu percebi as mudanças e as possibilidades”, comenta.

Mais que preparação de cenários na prática, Gabriela enfatizou a necessidade de ir à fundo, estudar e buscar referências para criar com liberdade e autenticidade. “Para mim é muito claro que na arquitetura, no design, no paisagismo, se esse lugar não afeta, ele não tem função. Porque o mundo precisa de arte, de flor de planta? Porque isso muda até a própria maneira de existir. É mais que uma moda ou uma tendência, as pessoas precisam acordar para isso”, alerta.

Encerrando o dia, o professor e doutor em Geologia pela PUC, Marcelo Motta, foi buscar nos primórdios da formação das rochas a origem da cerâmica, a matéria-prima do porcelanato. Com o mapa na tela e o registro dos muitos lugares que já visitou, Marcelo levou os participantes para um tour virtual, conduzindo-os para os mais diferentes ambientes de onde vem a inspiração para a criação dos produtos.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 00.36.32 (1)

“A cerâmica nada mais é do que um processo de metamorfismo, é também assim como acontece na Cordilheira dos Andes, na Cordilheira do Himalaia, onde a temperatura é muito maior, mas numa fábrica é possível reproduzir, chegando a 1.500 graus nos fornos. É nessa hora que acontece a transformação da cerâmica. Deixa de ser argila, barro para virar esse material que a gente conhece”, explica.

Um dos focos também foi a sustentabilidade de fato, e não apenas como palavra contemporânea. “Ela está associada não só a questões verdes, mas sobretudo à relação entre a geologia, a geomorfologia, os solos, os climas, as relações sociais, as estratégias econômicas, a identidade, a cultura. Vai além da relação entre esses temas. Não tem como cuidar do jardim e plantar uma muda e achar que resolveu o problema do planeta, e as empresas e marcas estão despertando para isso”, enfatiza.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 00.36.35

*Fotos César Cinato

WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.01 (2) arq
23.08.2019

Casa Brasil Eliane no DW!2019: Cultura, conhecimento e compartilhamento de ideias marcam programação de talks

Mais que oferecer revestimentos cerâmicos, a Eliane abraçou o compromisso de promover cultura, conhecimento e compartilhamento de ideias no DW!2019. Foram diferentes possibilidades de conteúdo nesta quarta-feira (21), segundo dia de eventos na Casa Brasil Eliane.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.02 (1)

Quem abriu a programação de talks foi a arquiteta Cláudia Silvestre, com uma trajetória de empreendedorismo e inovação no seguimento moveleiro, é reconhecida por oferecer ao mercado uma arte transgressora e inusitada. Com mais de 3 milhões de seguidores nas redes sociais, Rayza Nicacio a youtuber falou sobre como encontrar a própria identidade, ir na contramão do fluxo atual e desligar um pouco das redes sociais. A noite seguiu com Alexandre Brunato que também levou a ideia de desaceleração para dentro da arquitetura. Brunato foi o responsável técnico pelo projeto da Casa Brasil Eliane, e usou o próprio showroom como exemplo de uma arte menos imaterial.

WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.01 (2)

Depois dos talks, o rooftop foi aberto para um happy hour. Com ambiente preparado pela paisagista Gabriela Nora e mobiliário cedido pela Dona Flor para convidados especiais.

*Fotos César Cinato

  • WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.26
  • WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.26 (1)
  • WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.02 (1)
  • WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.01
  • WhatsApp Image 2019-08-23 at 08.54.01 (2)
  • ROOFTOP
  • Fotos Casa Brasil Eliane no DWfachada
Materia Intra Museu_NOVA eve
15.08.2019

Casa Brasil Eliane irá receber um dos maiores eventos de Design

A Casa Brasil Eliane irá receber um dos maiores eventos de Design da América Latina. O showroom das marcas Eliane e Decortiles, A Casa Brasil, foi escolhido para ser um dos principais pontos de encontro do DW!2019. Além da exposição inédita em São Paulo do Museu das Cadeiras Brasileiras (MUCA), de Belmonte, na Bahia, a Casa reserva ainda uma gama de atrações entre os dias 20 e 23 de agosto.
Para somar ao evento, uma extensa programação de talks será realizada durante a semana, promovendo o debate e compartilhamento de ideias sobre arte, cultura, design e arquitetura realizados por experts da área renomados no país.

Para abrir a sequência de talks, na terça-feira (20), um seleto grupo de convidados terá a oportunidade de prestigiar um encontro entre o diretor de arte do MUCA, Estevão Toledo, e o secretário de Cultura, Turismo e Esporte da cidade de Belmonte, Herculano Assis, numa conversa sobre o design como fator de fomentação do desenvolvimento regional.

DIA 21

Quarta-feira 21/08:

A arquiteta Cláudia Silvestre, é quem dá continuidade aos talks, na quarta-feira (21). Sua abordagem será sobre o desafio humano de conceber o amanhã e como ser agente de construção e manifestação. No mesmo dia, Rayza Nicacio irá mostrar a importância do autoconhecimento, a essência de cada indivíduo para a construção da própria imagem e de como queremos ser lembrados pelas outras pessoas. Fechando a quarta-feira de talks na Casa, o arquiteto especializado em cerâmica, Alexandre Brunato, abordará o comportamento imaterial na arquitetura.

DIA 22

Quarta-feira 22/08:

Daniel Kroth entra na quinta-feira (22), falando como projetou e construiu o próprio sucesso na atuação no mercado da construção civil, gestão de escritório, relação com clientes, projetos realizados no Brasil e no exterior, sem deixar de fora as redes sociais e, claro, os desafios da profissão. Após Daniel. a beleza e a delicadeza da cenografia botânica e floral design ficará aos cuidados de Gabriela Nora. Diretora artística, bailarina e coreógrafa, terá uma contribuição especial com a preparação do espaço instagramável no rooftop, mobiliado com peças da empresa Dona Flor. A Casa também receberá no terceiro dia de talks, o geógrafo Marcelo Motta. Doutor em Geografia, Pós-Doutorado pela UERJ, professor da PUC-Rio e apresentador do programa Sobre Rochas, Marcelo trará a geodiversidade das paisagens brasileiras.

DIA 23

Sexta-feira 23/08:

Calu Fontes é uma das principais referências  no Brasil na pintura em cerâmica. Artista conhecida pela exclusividade das peças, trabalha individualmente cada uma delas para garantir a originalidade e o toque pessoal em suas obras. Será falando sobre o percurso de uma carreira satisfatória e de sucesso e o processo da criação na arte que a profissional presenteará os convidados.

Diretamente do Apto 203Nathália Candelária irá desembarcar na Casa Brasil Eliane para contar a experiência de criar um blog a partir da reforma de seu primeiro apartamento. Apaixonada pelo universo da decoração, Nathália levará para o último dia de talks no DW! o conceito de colocar emoção, estilo de vida, humanização e personificação aos ambientes.
Fechando a participação no DW!2019, na sexta-feira (23), a Sala Ágora será palco para Sílvia Grilli. Formada em Desenho Industrial com especialização em Design de Interiores na Scuola Lorenzo de Médici em Florença, Sílvia é consultora de empresas do setor móveis/decoração e consultora de projetos. Para encerrar a programação, terá a missão de levantar um questionamento: Como explorar os signos da brasilidade no design sem cair no exotismo e na caricatura?

Materia Intra Museu