Perguntas frequentes

Veja quais são as principais dúvidas enviadas para a equipe de atendimento Eliane.

Sobre Produtos

Como proceder antes do assentamento?

Antes do assentamento, é necessário verificar se a referência, tamanho, tonalidade e qualidade do produto coincidem em todas as caixas e correspondem ao especificado no documento de compra. Algumas referências apresentam intencionalmente diferenças de tonalidade entre as peças. Esta variação é um elemento estético que confere ao produto maior valor artístico. É necessário montar um painel com peças de algumas caixas visando identificar qualquer defeito visível.

Como realizar a limpeza, após o assentamento e diária, de porcellanatos polidos?

Limpeza diária:
 

Recomendamos a utilização de água com detergentes neutros ou produtos de limpeza leves que não contenham ácidos, podendo ser utilizado também produtos à base de cloro, como por exemplo a água sanitária, ou ADIMAX GOLD LIMPEZA TOTAL, da Eliane, diluídos em água na proporção de 1 parte do produto para 10 partes de água.

Limpeza pesada, pós-obra ou manchas em geral:

Primeiramente, molha-se bem as juntas de assentamento (rejunte) com água e depois depositar sobre o revestimento água sanitária, vinagre branco (à base de álcool) ou Limpeza Total Porcellanato Polido. Deixar agir por aproximadamente 10 minutos e, em seguida, colocar saponáceo líquido esfregando com uma esponja macia ou escova que não danifique o revestimento. Na seqüência, enxaguar com água.

Nunca Usar Ácidos Na Limpeza Dos Revestimentos

Como realizar a limpeza, após o assentamento e diária, de revestimentos cerâmicos esmaltados e porcellanatos esmaltados e naturais?

Limpeza diária:

 

Recomendamos a utilização de água com detergentes neutros ou produtos de limpeza leves que não contenham ácidos e produtos à base de cloro como, por exemplo, a água sanitária ou ADIMAX GOLD REMOVEDOR, da Eliane, diluídos em água na proporção de 1 parte do produto para 10 de água.

 

Limpeza pesada, pós-obra ou manchas em geral:

 

Primeiramente, molha-se bem as juntas de assentamento (rejunte) com água, após deposita-se sobre o revestimento água sanitária, vinagre branco (à base de álcool) ou ADIMAX GOLD REMOVEDOR. Deixar agir por cerca de 10 minutos e, em seguida deposita-se saponáceo líquido e esfrega-se com uma esponja macia ou escova que não danifique o revestimento. Na seqüência, enxaguar com água.

Como rejuntar Porcellanatos, de cores diferentes, em composição?

Os Porcellanatos de superfície mate ou polida, assim como as pedras naturais, podem apresentar micro-poros onde, ocasionalmente, ficarão retidos resíduos de rejuntamento. Portanto, antes de dar início ao processo, recomendamos que se faça um teste de rejuntamento em uma peça para avaliar possível manchamento. Sempre recomendamos o uso de rejuntes de cor mais próxima ao produto. Em caso de composições claro/escuro faz-se necessário o uso de rejuntamento à base de resina epóxica, como o JUNTAPLUS GOLD EPOXI.

Diferença entre porcellanatos técnicos e esmaltados.

O porcelanato técnico é composto por apenas uma massa prensada que pode ser colorida, não possui aplicação de esmalte em sua superfície e é dividido em polidos (com alto brilho) e naturais.
O porcellanato esmaltado possui as mesmas características técnicas que o porcelanato técnico, porém passa por uma etapa no processo produtivo chamada esmaltação, onde receberá aplicação de esmalte, camada vítrea identificada após a queima.

Dupla Colagem

As peças com área igual ou superior a 900 cm² requerem dupla colagem (argamassa no substrato e no tardoz da peça) por que as peças cerâmicas são levemente convexas. Isto significa que a impregnação no tardoz da peça é mais difícil no centro. Por isso a necessidade da dupla colagem, conforme as Normas NBR 13.753,13.754 e 13.755.

Meu piso pode sofrer lascamento do esmalte?

Os revestimentos cerâmicos esmaltados possuem uma cobertura vítrea que determina a cor do produto, sua limpabilidade, sua textura (lisa, com relevo, brilhante ou opaca), e outras características. O esmalte cerâmico é composto essencialmente por óxidos formadores de vidro, ou esmalte - como é chamado após a queima. Por tratar-se de uma qualidade de vidro, mesmo que diferenciada, sua resistência é muito semelhante a dos vidros, como via de regra. Assim, a cerâmica esmaltada pode sofrer ou não um lascamento pois, dependendo do objeto, do formato (se é pontiagudo ou não), da forma e intensidade de força com que venha a se chocar com a cerâmica, pode ocorrer lascamento no esmalte ou uma trinca.
 
O bom assentamento da cerâmica também influencia na sua resistência uma vez que, quando bem feito (sem espaços vazios ou ocos, sob a peça assentada), absorve os impactos sofridos no esmalte, não apenas concentrando o choque na superfície e base do produto. Fraturas e lascamentos estão relacionados a uma característica do revestimento cerâmico. Por causa de sua estrutura, a cerâmica é um material com baixíssima elasticidade.
 
É importante observar que esta característica não é considerada um defeito do material, assim como a combustibilidade da madeira não é considerada um defeito.

Meu Porcellanato pode manchar?

Os porcellanatos técnicos com o acabamento polido (quando não há esmaltação alguma no seu acabamento), apresentam uma superfície totalmente plana e, devido ao polimento é possível que sobre a superfície estejam presentes microporosidades, surgidas pela ação do polimento. Nestes casos, o produto está naturalmente sujeito à aderência de algum tipo de sujeira, assim como ocorre com as pedras naturais, que possuem características semelhantes (superfície plana e porosa) ao porcellanato polido. Quanto à manutenção, todas as informações necessárias encontram-se descritas na própria embalagem e na pergunta acima de número 2.

Minha cerâmica pode sofrer riscos?

Quanto a riscos podem ocorrer os seguintes casos:
 
a) Quando arrastamos algum tipo de mobília ou metal ocorre um atrito com a superfície cerâmica e praticamente todos os esmaltes tem resistência a este tipo de risco. Em algumas circunstâncias pode ficar a marca do metal ou da mobília na cerâmica, ou seja, o metal ou outro móvel sofreu um desgaste e deixou seus resíduos sobre a cerâmica. Estes resíduos podem ser removidos com limpeza à base de saponáceo líquido, não causando danos à cerâmica. Ressaltamos que o ideal é usar proteção sob mobílias.
 
b) Outra situação é a não prevenção da cerâmica contra areia. O quartzo (areia) é o principal agente de riscos em cerâmica e outros produtos como pedra, vinil e madeira. Os esmaltes cerâmicos não possuem resistência contra riscos provocados por areia pois o quartzo apresenta dureza 07 na escala mohs, sendo superior aos valores atingidos pelo esmaltes. Este tipo de risco são mais percebidos em produtos de textura. A melhor medida é prevenir os ambientes com limpeza e utilização de capachos nas entradas.

O produto pode voltar ao forno para aplicar mais uma decoração?

Os azulejos com absorção de água maior que 10% podem receber uma nova queima de 650ºC a 750ºC que não perdem sua característica. Alguns produtos decorados, listelos, e peças especiais são fabricadas por este processo. Chama-se "3ª queima" pois antigamente os produtos eram fabricados por duas queimas: a primeira da base e a segunda do esmalte.

O que é abrasão profunda?

É o ensaio realizado para medir o desgaste superficial de revestimentos cerâmicos não esmaltados, ou seja, porcellanatos técnicos.

O que é Absorção de Água?

É a quantidade de água que os revestimentos cerâmicos podem absorver em seus poros internos. Quanto menor a absorção de água, maior resistência mecânica do revestimento.

O que é Coeficiente de Atrito Dinâmico (COF)?

Coeficiente de atrito dinâmico é o índice que mede a resistência ao escorregamento dos revestimentos cerâmicos. Quanto maior o COF maior a resistência ao escorregamento. Existem duas classes conforme, NBR 13818:
 
a) Classe I (Desaconselhável para áreas externas): Coeficiente de atrito dinâmico úmido menor que 0,4.
 
b) Classe II (Recomendável para áreas externas onde se requer resistência ao escorregamento): Coeficiente de atrito dinâmico úmido maior ou igual a 0,4.

O que é eflorescência?

A eflorescência é um depósito cristalino acumulado na superfície dos materiais, causado pelo arraste dos sais solúveis contidos na base do substrato. O único agente de arraste é a água proveniente do solo, pressão hidrostática ou de infiltrações. Inicialmente a eflorescência se apresenta sobre a forma de um líquido viscoso esbranquiçado, mas com o passar do tempo ela se cristaliza, formando uma “crosta” sobre a camada final dos revestimentos, sejam eles cerâmicos, pedras, rebocos, concreto aparente, madeira, rejuntamentos, etc. Muitas vezes o fenômeno tem capacidade de atravessar e danificar estruturalmente o corpo cerâmico.
 
A ocorrência de eflorescência está associada, basicamente, a presença de sais solúveis nos cimentos, presença de água no substrato e pressão hidrostática ou capilaridade, para propiciar a migração da solução para a superfície.
 
Para evitar este fenômeno deve-se impermeabiliza o contra-piso e parede, deixar o reboco da parede e contra-piso curarem completamente antes do assentamento e evitar utilização de materiais de limpeza que contenham ácidos em sua composição, pois estes atacam a superfície do revestimento cerâmico e também o rejunte.

O que é Expansão por Umidade?

Expansão por umidade (EPU) é o aumento das dimensões do corpo cerâmico devido à absorção de água. Esta característica tem  grande influência na vida útil dos materiais cerâmicos, visto que elevados valores de expansão facilitam o desprendimento da cerâmica em relação a argamassa.

O que é Gretagem?

É o aparecimento de pequenas trincas na superfície dos revestimentos cerâmicos esmaltados. Isto acontece devido ao desacordo de dilatação entre esmalte e base. Entretanto, não causa nenhum problema de assentamento, como descolamentos, trincas estruturais etc, apenas altera o efeito estético das peças.

O que é paginação?

Paginação é a arte de projetar o assentamento, analisando os recortes e possibilitando a visualização final do ambiente junto a decoração e dando um acabamento mais profissional ao ambiente. Transforma os ambientes em uma bela obra de design.

O que é Porcellanato?

O Porcellanato é um produto cerâmico obtido através de matérias-primas de grande pureza submetidas a um tratamento térmico superior a 1200°C. O Porcellanato é compacto, homogêneo, denso e totalmente vitrificado. Suas grandes vantagens são altíssima resistência à abrasão, resistência ao gelo, a ácidos e álcalis (com exceção do ácido fluorídrico e seus derivados – somente os produtos na versão natural são considerados antiácido), alta durabilidade quando comparado às pedras naturais, e outros tipos de cerâmica, e totalmente impermeável.
 
Por sua grande durabilidade o porcellanato é especialmente indicado para ambientes de alto tráfego como escolas, hospitais, shoppings, aeroportos, indústrias e supermercados. Por possuir baixíssima expansão por umidade, o porcellanato se torna um revestimento adequado para uso também em fachadas. Sua beleza e versatilidade na combinação de cores fazem também do Porcellanato Eliane um revestimento ideal para ambientes residenciais, onde a estética é fundamental.

O que é Resistência a Abrasão Superficial (PEI)?

A resistência à abrasão superficial representa a resistência ao desgaste da superfície dos revestimentos cerâmicos esmaltados em relação ao tráfego sofrido. Esta resistência é verificada de acordo com o método Porcelain Enamel Institute (PEI), que caracteriza os produtos com classe de 1 a 5. Quanto maior o PEI, maior a resistência ao desgaste o material possui.

O que é resistência ao risco?

A Escala de Mohs quantifica a dureza dos materiais, isto é, a resistência que um determinado material oferece ao risco. Quanto maior o índice maior a dureza do material, e conseqüentemente maior a resistência ao risco.

O que é Resistência Química?

Os revestimentos cerâmicos são submetidos diariamente a ação de agentes ácidos e básicos. Para verificar a resistência de um produto ao ataque químico, amostras do produto são submetidas a soluções ácidas por determinados períodos de tempo. Quanto a esta característica, os produtos são classificados como Classe A (Resistência química elevada), B (Resistência química média) e C (Resistência química baixa).

O que é tonalidade?

As variações decorrentes no processo de fabricação, como temperatura de queima, variação de lote de matéria-prima, entre outros, ocasionam diferenças de tonalidade e textura. Para que o consumidor final não corra o risco de assentar produtos com tonalidades diferentes em um mesmo ambiente, todo revestimento da Eliane é classificado com um lote de produção, identificado na caixa como “tonalidade”. Porém, se assentados dois lotes diferentes em um mesmo local, a diferença entre as peças será perceptível, prejudicando a estética do ambiente.

O que é um produto bisotado?

É uma peça com as bordas chanfradas, para dar um melhor acabamento ao material o deixando-o sem cantos vivos.

O que é um produto retificado?

Os produtos retificados passam por um processo de corte, denominado retífica, que permite que suas dimensões finais fiquem precisas. Desta forma, possibilitará o uso de juntas de assentamento com menor largura melhorando a estética do produto.

Onde podemos aplicar pisos rústicos?

Como a maioria dos pisos rústicos apresentam resistência ao escorregamento, aconselha-se o uso em áreas onde realmente existe a necessidade de segurança ao caminhar, evitando com isso, o uso em áreas que precisam de facilidade de limpeza, como em interiores residenciais.

Onde podemos aplicar produtos brilhantes?

A Eliane especifica seus produtos de acordo com o local onde os mesmos poderão ser utilizados, ou seja, de acordo com a tabela Local de Uso. Observe a indicação do Local de Uso contida na embalagem ou consulte nossa Assistência Técnica.

Onde podemos aplicar revestimentos com resistência ao escorregamento?

Os revestimentos que apresentam maior resistência ao escorregamento podem ser utilizados em ambientes externos com áreas planas que estão sujeitos à umidade, como por exemplo: bordas de piscinas, calçadas e ambientes externos.

Os rodapés são prensados ou cortados?

Em algumas referências os rodapés são cortados e em outras são prensados, isto depende também do design dos produtos. Se o produto tem um design mais arrojado ele geralmente é prensado e os produtos mais simples são cortados.
 
Observação: Não utilizar fitas adesivas para proteger o rodapé, pois poderá danificar o produto.

Para assentar piso e azulejo no mesmo local, a bitola deve ser a mesma?

Caso queira que se faça um encaixe das juntas é recomendado que se utilize a mesma bitola, mas isto não é uma regra, depende da decoração e preferência do cliente. O que se aconselha para que a estética do ambiente fique com uma boa aparência é que se utilize bitolas aproximadas, mas isso, lembrando, para que o ambiente fique com uma boa estética, não sendo uma regra geral.

Pode-se colocar pisos de cerâmica sobre chão de madeira?

Não é aconselhada a utilização de pisos de cerâmica sobre uma superfície de madeira devido a madeira ser uma base instável e expandir com o tempo. Com esta movimentação da madeira na base, o piso cerâmico pode soltar e até quebrar.

Podem ser aplicados pisos em parede?

Uma das vantagens de se utilizar o piso em parede é a continuidade das juntas. Além disso, as características técnicas do piso são perfeitamente aceitáveis para o uso em parede, e hoje em dia já são produzidas argamassas capazes de conseguir uma boa aderência entre o piso e a parede. O inconveniente é a falta de decoração na parede, que pode ser decorada com listellos, faixas, filetes, entre outros.

Preciso molhar as peças cerâmicas antes do assentamento?

Com uso das argamassas preparadas industrialmente não há necessidade de molhar as peças cerâmicas, pois elas possuem retentores de água que garantem que a cerâmica não vai absorver água da argamassa.

Produtos para rampa:

Atualmente para utilização em rampas indicamos a linha ARQTEC NO-SLIP e ARQTEC GEO. Porém a utilização destes revestimentos em rampas é limitada conforme inclinação da rampa, que deverá ser de até 10%.

Quais as principais características dos produtos instalados em piscina?

Os produtos destinados à instalação dentro da piscina devem apresentar baixa expansão por umidade, resistência ao gretamento, resistência aos raios ultravioleta e resistência aos produtos químicos utilizados na manutenção da água. A sua instalação é facilitada com a utilização dos produtos para assentamento Eliane: Ligamax Gold Extra para piscinas de residências e LIGAMAX GOLD PERFORMANCE para as piscinas comerciais. Para o rejuntamento o Juntaplus Gold Piscina é uma argamassa de rejuntamento desenvolvida com corantes inorgânicos que não deixam ocorrer desbotamento por agressão de raios ultravioleta ou produtos destinados à manutenção da água. Outra opção é o rejuntamento Juntaplus Gold Epóxi Pool, com acabamento liso, resistência ao raios ultravioleta e a produtos da manutenção.

Quais cuidados devem ser tomados para rejuntar produtos com resistência ao escorregamento?

Os pisos comercializados como Classe de Atrito II (cof maior de 0,40) apresentam resistência ao escorregamento. Sua superfície é mais rugosa e, por conseqüência, permite retenção da argamassa de rejuntamento que, ao se deixar secar, terá a remoção dificultada.
 
Recomendamos que a limpeza não seja tardia nos casos de rejuntes a base de cimento. Esta limpeza se faz com uma esponja úmida assim que o rejunte perder a sua plasticidade (nota-se quando ele fica mais claro), o que ocorre normalmente 20 minutos após aplicação. Se for necessário passe a esponja úmida duas vezes para remover todo o resíduo da argamassa de rejuntamento.
 
O trabalho poderá ser mais facilitado ainda se antes de rejuntar se aplicar cera liquida, vaselina ou fita adesiva de baixa aderência sobre a superfície da cerâmica. Este procedimento facilitará a remoção do resíduo de rejuntamento mas é importante que a cera ou vaselina não escorram nas juntas

Quais os produtos para indústrias químicas?

Para locais onde é necessária maior resistência química, indica-se porcellanatos não esmaltados e absorção zero, assentados com argamassa a base de epóxi anti-ácido e rejunte epóxi anti-ácido e impermeáveis.
 
Podem ser utilizados a argamassa LIGAMAX GOLD LIGAPOXI e a argamassa de rejuntamento JUNTAPLUS GOLD JUNTAPOXI.

Quais produtos são indicados para Fachadas? Eles resistem à pichação?

Na aplicação de cerâmica em fachadas é de fundamental importância que se observe a absorção de água (inferior a 10%) e a expansão por umidade do material (menor que 0,60mm/m) que está sendo adquirido. Os revestimentos Eliane especificados para Fachada e os Porcellanatos atendem a todos estes requisitos. Com relação à preocupação sobre a eliminação dos danos provocados por "pichadores", afirmamos que todos os nossos produtos da linha Fachada são classificados como pertencentes ao grupo 5 de resistência à manchas, o que significa que são produtos cerâmicos de fácil limpeza e resistem à pichação.

Quais produtos são indicados para revestimento em Saunas?

A sauna é um ambiente com umidade elevada e os produtos submetidos a esta condição devem ter baixo índice de expansão por umidade e, se forem esmaltados, devem possuir resistência ao gretamento. Para paredes deste ambiente, a Eliane dispõe das linhas de Piscina e Fachadas que atendem com total segurança os ambientes com umidade constante. Ainda podemos recomendar o uso de Porcellanato que, por apresentar absorção de água praticamente nula, não possui expansão por umidade sendo também um produto ideal para este tipo de ambiente. Para os pisos destinados à sauna, recomenda-se o uso de produtos com coeficiente de atrito classe II (maior de 0,40), pois estas características vão permitir uma melhor resistência ao escorregamento e maior segurança ao caminhar.

Quais são os cuidados que devem ser tomados com produtos com decorações especiais?

Os revestimentos que possuem aplicação de materiais nobres, como por exemplo, ouro, platina, cristais swarovski, entre outros, deve-se tomar cuidados especiais no momento do assentamento e no uso diário.
 
Para o assentamento deve-se utilizar argamassa de acordo com a indicação do fabricante, respeitando tipologia do produto e local de assentamento.
 
Para o rejuntamento, deve-se utilizar apenas rejuntes a base de cimento. Deve-se proteger a superfície do produto para evitar riscos.
 
Para a limpeza, deve-se utilizar apenas pano úmido e detergentes neutros.

Quais são os produtos indicados para uso em câmaras frigoríficas?

Para locais onde a temperatura poderá chegar a níveis inferiores a zero grau Celsius, que é o ponto de congelamento da água, se faz necessário o uso de cerâmicas que chamamos de “antigelivas”, isto é, que apresentam resistência ao congelamento. Nestes casos indicamos o uso de Porcellanatos e, especificamente em frigoríficos, recomendamos os porcellanatos técnicos com acabamento natural. Também deve ser observado o sistema de assentamento para ambientes com temperaturas inferiores a zero grau Celsius, quando recomendamos o sistema Eliane: Ligamax Gold Carga Mineral + Adimax Gold Super.
 
O uso destas argamassas garante que não ocorrerá qualquer tipo de fissura, que poderia levar a um descolamento da cerâmica. Para áreas úmidas, como é o caso de câmaras frias, o uso de rejuntamento à base de resina epoxica também é recomendado, pois, por ser um rejunte impermeável, não permite a proliferação de fungos e bactérias e nem a impregnação de sujeiras já que se trata de ambientes onde a assepsia é fundamental.

Qual a espessura da argamassa colante para assentamento?

Para o assentamento de revestimentos com tamanho menor que 20x20 cm deverá ser utilizada desempenadeira de 6x6x6mm, acima deste formato deverá ser utilizada desempenadeira de 8x8x8 mm. Lembrando que para formatos acima de 30x30 cm, o assentamento deve acontecer com dupla colagem, ou seja, aplicada-se argamassa no contrapiso e também no verso da peça.

Qual a função da Junta de Assentamento?

a) Compensar a variação de tamanho das peças cerâmicas, facilitando o alinhamento;
 
b) Atender a estética, harmonizando o tamanho das peças cerâmicas e as dimensões do plano a revestir com as larguras das juntas entre as peças cerâmicas;
 
c) oferecer relativo poder de acomodação às movimentações da base e das peças cerâmicas;
 
d) facilitar o perfeito preenchimento da argamassa de rejuntamento;

e) facilitar a troca de peças cerâmicas em eventual necessidade.

Qual a linha de produtos para banheiros?

O banheiro é uma área com leves requerimentos de abrasão, riscos e cargas, porém exige baixa expansão por hidratação. Tudo no banheiro se complementa para criar um ambiente de sonhos: a cerâmica decorada, os metais de luxo, os espelhos, a iluminação, as toalhas, a forma arrojada dos sanitários. O banheiro é a área da monoporosa e os maravilhosos esmaltes espelho, aplicados a campana. Adverte-se o uso de rústicos em ambientes que necessitam fácil limpeza.

Qual cerâmica pode ser utilizada em churrasqueiras e lareiras?

Para assentamento em lareiras e churrasqueiras indicamos apenas o assentamento em sua parte externa utilizando qualquer revestimento cerâmico, desde que esteja isolado com tijolos refratários e isolantes. A argamassa indicada seria Ligamax Gold Performance para qualquer tipo de revestimento.

Qual o parâmetro utilizado para especificação de produto?

Existem várias características que interferem na especificação de um produto para determinado local de uso, por exemplo, PEI, COF, dentre outras características. Para isso a Eliane elaborou uma tabela com local de utilização dos produtos:

 

Código Local de Uso - para revestimentos cerâmicos esmaltados
LA Banheiros residenciais.
LB Salas/quartos e cozinhas residenciais sem acesso para a rua, e locais LA.
LC Áreas comerciais sem acesso para a rua. Ambientes residenciais (garagens e varandas) com acesso para a rua, e locais LB e LA.
LD Áreas comerciais com acesso  para a rua e locais LC, LB e LA.
LE Calçadas e ambientes externos com áreas planas e locais LD, LC, LB e LA.
LP Piscinas.
LF Fachadas.

 

Quando é necessário confeccionar Juntas de dilatação?

As juntas de dilatação possuem a função de permitir que o sistema (base de concreto/regularização/argamassa/cerâmica) possa se movimentar dilatometricamente sem sofrer destacamento ou rachaduras na cerâmica e no substrato. Essas juntas devem ser projetadas no perímetro da área revestida, onde há mudanças de materiais, no encontro de colunas e de pisos com azulejos. Elas devem ter 10 milímetros de largura, devem cortar a regularização ou emboço e ser preenchidas com materiais flexíveis, como os mastiques à base de poliuretano. Na vedação, utiliza-se produtos a base de elastômeros. Conforme NBR's 13753,13754 e 13755, deve-se confeccionar estas juntas a cada 32 m² em áreas internas, nas áreas externas são a cada 20 m² e nas fachadas a cada 12 m².

Quanto a pisos instalados em bordas de piscinas, qual é o comportamento térmico?

A Eliane possui uma linha de produtos especialmente desenvolvidos para o revestimento de Piscinas, que atendem a todas as exigências deste tipo de situação, como resistência química, resistência ao gretamento e estabilidade de cores.
 
Para área externa, ou seja, de circulação propriamente dita, indica-se produtos apresentam características técnicas importantes como o coeficiente de atrito adequado para estes locais. Eles são classificados como Classe II (Coeficiente de atrito maior que 0,40), ou seja, especificados para uso em áreas externas molhadas planas. Todos os produtos possuem estabilidade de cor não havendo problema algum quanto à exposição aos raios ultravioleta e qualquer tipo de agressão dos produtos destinados à manutenção da água da piscina. Sobre o comportamento térmico, indica-se principalmente os produtos que possuem granilhas na superfície. Assim o contato dos pés com a superfície cerâmica acontece na granilha, tendo como resultado um melhor comportamento térmico quando comparado às cerâmicas normais.

Quanto tempo fica em linha o produto?

O tempo que o produto fica em linha depende principalmente da sua comercialização aceitação do mercado consumidor, não existindo, desta forma, um tempo padrão ou limite.
 
Para evitar maiores problemas, indica-se que seja sempre adquirida uma quantidade de 10%, além da área calculada, para reserva técnica.

Revestimentos resistentes ao escorregamento protegem contra riscos?

Os revestimentos resistentes ao escorregamento costumam ser os mesmos que utiliza-se como barreiras de proteção, de alta dureza Mohs, para limpar os sapatos e proteger as entradas contra carga abrasiva (areia). Indica-se o uso de produtos com maior dureza Mohs nos acessos externos e áreas de maior circulação; e os produtos com brilho, protegido por granilhas no lado interno das entradas.

Sua dúvida ainda não foi respondida? Então fale conosco.